10 de novembro é Dia Nacional de Mobilização contra a perda de direitos

10 de novembro é Dia Nacional de Mobilização contra a perda de direitos da classe trabalhadora. A CTB-Bahia, junto com outras centrais sindicais e a Frente Brasil Popular, realiza na próxima sexta-feira, dia 10, uma série de atividades contra as reformas trabalhista e da Previdência, a redução do salário mínimo, a portaria que flexibiliza o trabalho escravo e a entrega da Amazônia ao capital internacional.

A agenda de lutas começa às 5h30 da manhã, com manifestação dos trabalhadores e trabalhadoras, nos polos Petroquímico e Industrial de Camaçari. Às 6h, começa a concentração para um grande ato na entrada da Estação da Lapa, na região do Dique do Tororó. Em seguida, a partir das 9h, tem caminhada do Campo Grande ao Comércio, onde acontece protestos em frente às sedes da Justiça do Trabalho e da Previdência Social.

A escolha do 10 de novembro (próxima sexta-feira) se deu porque é a data que antecede a vigência da lei que alterou a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) e golpeou o trabalhador e a trabalhadora.

LUTA UNIFICADA

As centrais sindicais da Bahia, junto com o movimento popular, decidiram unificar a agenda de lutas. Juntas, a CTB, CUT, Força Sindical, UGT e CSP-Conlutas, mais a Frente Brasil Popular, convocam sindicatos, entidades, movimento social, movimento estudantil e a população de forma geral para as manifestações.

As centrais orientam, ainda, que manifestações pelo Dia Nacional de Luta sejam realizadas no interior da Bahia, de forma a fortalecer e ampliar ainda mais a resistência e enfrentamento ao governo.

Fonte: CTB Bahia

Compartilhe:

Deixe seu recado

Deixe seu recado