A importância do metrô para Região Metropolitana

Foto: Carla Ornelas/GOVBA

Rapidez no deslocamento, conforto, modernidade e comodidade seguramente dão mais qualidade de vida a quem precisa do transporte público de massa. O bom é saber que, além da população de Salvador, a ação dos governos Wagner e Rui Costa, ao colocarem o metrô para funcionar plenamente, beneficiará também quem mora ou trabalha nos municípios da Região Metropolitana.

Só o Estado pode assegurar maior mobilidade urbana nas grandes metrópoles. Com o metrô e a sua integração a outros tipos de transportes coletivos será possível fugir dos congestionamentos, diminuir o tempo de viagens e o estresse para chegar ao lugar que se precisa ir.

Segundo o Ipea (Instituto de Pequisa Econômica Aplicada), em cidades com mais de 2 milhões de habitantes é impossível mobilidade sem um sistema de transporte que conduza muitos passageiros. Assim, o metrô e outros modais sobre trilhos devem ser a espinha dorsal do sistema de transportes das grandes cidades.
A importância do metrô para Região Metropolitana

A relevância do transporte público coletivo urbano se reforça por outra constatação do Ipea: ele atende majoritariamente pessoas de média e baixa renda no Brasil. Por isso, além de implantar o metrô e outros sistemas, é essencial garantir permanente subsídio por parte dos poderes públicos.

É assim na Europa. Um relatório do Ipea mostra que lá o financiamento do transporte público inclui recursos orçamentários e subsídios operacionais que cobrem os déficits existentes. Estes subsídios são acompanhados da cobrança dos custos causados pelos usuários de transporte individual (poluição e congestionamento), que se expressam na forma de impostos sobre a gasolina, taxas elevadas de licenciamento de veículos e penalização do estacionamento de automóveis em áreas centrais”.

Para o instituto, grandes cidades devem ser estruturadas por grandes corredores de metrô e ônibus, terminais de integração e para bicicletas, com estacionamentos próximos. Assim, a pessoa deixaria o carro e pegaria o transporte coletivo.

Compartilhe:

Deixe seu recado

Deixe seu recado