Após ato na Baixa dos Sapateiros, comissão é recebida na Prefeitura

Mais ônibus, melhor acesso e atrativos para que mais pessoas circulem no local, além de melhorar os terminais do Aquidabã e da Barroquinha, ter mais estacionamentos e cuidados com a segurança, entre outras medidas.

Essas são as sugestões de empresários e comerciários para ajudar a reverter a situação difícil do comércio na Baixa dos Sapateiros. Elas foram apresentadas durante ato, nesta quarta (17/01), em caminhada do Aquidabã até a Prefeitura. Uma comissão foi recebida pelo chefe de gabinete do prefeito ACM Neto (DEM), João Roma. Ele disse que trataria do assunto com secretários e marcou uma nova reunião para o dia 30 de janeiro.

“O Sindicato dos Comerciários reforça essa luta, pois é pela defesa dos empregos e o fortalecimento do comércio de rua em Salvador. Além da redução dos ônibus na área, a crise econômica foi agravada pelas políticas recessivas do governo Temer, que ampliam o problema. Elas diminuem o poder de compra das pessoas e reduzem o consumo e as vendas”, disse o presidente do Sindicato, Jaelson Dourado.

Para o presidente da Albasa, Rui Barbosa, a redução de linhas de ônibus fez cair drasticamente o número de clientes. “Queremos que governo estadual e prefeitura tomem medidas para ajudar o bom desenvolvimento da atividade econômica na cidade”, afirmou.

A manifestação teve grande repercussão na imprensa baiana, sendo divulgado em televisões, no principais jornais da Bahia, na versão online, e nos principais sites de notícia da capital.

Compartilhe:

Deixe seu recado

Deixe seu recado