Bahia lança Plano de Emergência por Eleições Diretas nesta segunda

A Frente Brasil Popular, movimentos sociais organizados, CTB e centrais sindicais seguem unificadas para acelerar o processo de diretas no país. O Plano de Emergência será lançado nesta segunda-feira (12/6), às 18h, no auditório do Sinpojud, no bairro de Nazaré, em Salvador.

O objetivo é unificar os discursos, concentrar os esforços e acelerar o andamento do processo mais esperado do ano; Eleições Diretas, Fora Temer, por um país democrático, sem estado de exceção e longe da corrupção generalizada.

O PPE (Plano Popular de Emergência), é uma iniciativa da Frente Brasil Popular que, em parceria com as centrais sindicais e movimentos populares de todo o país, reforçam a necessidade da integração de todos os segmentos da sociedade para o enfrentamento da crise política e econômica que o Brasil vivência.

É a partir do levantamento de propostas e ações desenvolvidas em todos os estados que a Frente Brasil Popular idealizou o projeto que dará tratamento adequado as questões de cunho político e econômico que põe em risco o futuro do Brasil.

Entre os pontos que serão eixos centrais do PPE, além do pedido de eleições diretas e a saída imediata do presidente em exercício; Michel Temer, outros pontos considerados nefastos para o avanço do pais deverão ser pautados e duramente combatidos; a exemplo da democratização da mídia – combate ao monopólio midiático-, democratização do judiciário e a necessidade de compreensão das pessoas sobre o poder do voto e a força popular.

O ato oficial de lançamento do Plano Popular de Emergência será realizado no auditório do SINPOJUD (Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário), nesta segunda (12/06), a partir das 18h.

Mais informações sobre o Plano

Formulado no interior da Frente Brasil Popular, o plano traz 77 reivindicações e engloba os seguintes eixos: democratização do Estado; política de desenvolvimento, emprego e renda; reforma tributária; direitos sociais e trabalhistas; direito à saúde, à educação, à cultura e à moradia; segurança pública; direitos humanos e cidadania; defesa do meio-ambiente; e, política externa soberana.

Fonte: CTB Bahia

Compartilhe:

Deixe seu recado

Deixe seu recado