Centrais convocam sindicatos à grande manifestação, dia 10

Em plenária unificada realizada nesta terça-feira (31/10), no auditório do Sindicato dos Bancários da Bahia, as centrais sindicais, juntamente com a Frente Brasil Popular, deram início às discussões sobre o Dia Nacional de Mobilização, marcado para 10 de novembro, que prevê manifestação contra as reformas trabalhista e da Previdência, a redução do salário mínimo e o fim da Justiça do Trabalho.

Na plenária, ficou decidida a realização de um grande ato, com concentração às 6h, no Dique do Tororó, entrada da Estação da Lapa. Em seguida, acontece caminhada do Campo Grande ao Comércio, onde acontece protestos em frente às sedes da Justiça do Trabalho e da Previdência Social.

No dia 8, será realizada uma nova plenária unificada, com os movimentos sindical e popular, às 17h, no auditório do Sindicato dos Bancários, no bairro das Mercês, para debater os últimos ajustes do Dia Nacional de Mobilização.

Será realizada, também, uma plenária do serviço público, para discutir as ações específicas dos trabalhadores e trabalhadoras da rede pública, em data a ser marcada. Os metalúrgicos e metalúrgicas, da mesma forma, realizarão atividades no Polo Petroquímico de Camaçari.

Coordenaram a plenária o presidente da CTB-BA, Pascoal Carneiro, o presidente da UGT (União Geral dos Trabalhadores), Magno Lavigne, representante da CSP-Conlutas, Hamilton Assis, e o representante da Frente Brasil Popular, Walter Takemoto.

O dia 10 foi escolhido como data para o protesto, porque antecede o início da nova legislação trabalhista, que entra em vigor dia 11/11 e representa o maior ataque do capital contra o trabalho.

Fonte: CTB Bahia

Compartilhe:

Deixe seu recado

Deixe seu recado