Comércio bem e nossa virada

Os primeiros números do comércio no final de ano mostram a força do setor. Na Black Friday (25 a 27 de novembro/2017), as vendas no comércio de rua e em shoppings aumentaram 11% no Brasil, segundo o Valor Econômico.

De acordo com a Ebit, consultoria especializada em comércio eletrônico, o faturamento do e-commerce cresceu 13%, entre 15 de novembro e 24 de dezembro, somando R$ 8,7 bilhões, comparado ao mesmo período de 2016.

Já a Serasa Experian mostrou um aumento nas vendas do varejo de 5,6%, entre 18 e 24 de dezembro/2017, em relação ao mesmo período do ano anterior. É o mais alto desde 2010.
Os shoppings também riem à toa, como revela a Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop). No Brasil, as vendas atingiram R$ 147,5 bilhões, aumento de 5% sobre 2016. Só no Natal, foram R$ 51,2 bilhões em vendas, crescimento de 6%.

A Alshop também comemora 12 novos shoppings inaugurados em 2017, cinco em capitais e sete no interior. Foram abertas cerca de 2.000 novas lojas e gerados 20,6 mil novos empregos. Em breve, sairão os números de todo ano. Mas, é bom ver que, mesmo em momento de crise, o comércio reage bem.

O cenário também se projeta positivo para a Bahia. Mesmo ainda sem os dados locais, o comércio baiano sempre foi o que mais cresceu no País, nos últimos 15 ano

NOSSA VIRADA

Se por um lado esse cenário é positivo, realizaremos a primeira campanha salarial depois que Michel Temer e aliados do DEM, PSDB e PMDB aprovaram a reforma trabalhista, acabando direitos importantes e ameaçando benefícios da Convenção Coletiva de Trabalho, como triênio, quebra de caixa, Dia dos Comerciários, entre outros.

Vamos virar esse jogo com uma campanha salarial forte para assinarmos um bom acordo. A participação da categoria será importante, pois o STF decidiu que os direitos da Convenção Coletiva 2017 só valem até 28 de fevereiro. Se há poucos dias o mundo celebrou a virada do ano, é a vez da nossa virada por uma vida mais digna!

Compartilhe:

Deixe seu recado

Deixe seu recado