Dia dos Pais em risco: Brasileiros querem diminuir gastos em agosto

cred: Shutterstock

Mais da metade dos brasileiros (53%) pretendem apertar o bolso e diminuir os gastos em agosto. O aperto, reflexo das incertezas econômicas, deve dificultar as vendas no varejo para as comemorações de Dia dos Pais.

Segundo levantamento feito pela SPC Brasil e CNDL apenas 17% dos consumidores brasileiros estão com a conta no azul. A maior parte (38%) disse estar no vermelho e não conseguiu pagar todas as contas de em junho com a renda que possui.

Motivos

Os efeitos da crise são as principais justificativas entre aqueles que pretendem diminuir os gastos em agosto. Para 19% dos entrevistados, os altos preços dos produtos é a principal justificativa, seguido de 18% que irão reduzir as despesas porque estão desempregados.

Para 14% dos brasileiros, o endividamento e a situação financeira difícil são os motivos para reduzir os gastos no mês e outros 9% alegaram diminuição por conta da redução de renda Entre os entrevistados se destacam ainda os que desejam economizar (24%) e os que pretendem fazer reserva financeira (11%).

“Há a importante questão da falta de controle do orçamento. E, como não poderia ser diferente, a situação financeira impacta o consumo, seja porque restringe o crédito ou porque leva o próprio consumidor a rever seu padrão de consumo”, avalia Marcela Kawauti, economista-chefe do SPC Brasil.

Dia dos Pais

Em São Paulo, a Associação Comercial prevê alta de 5% das vendas no comércio varejista da capital. A expectativa se refere à primeira quinzena de agosto decorrente a comemoração do Dia dos Pais.

Para a entidade, a queda de juros e a sinalização do Banco Central de novos cortes estimulam a compra para o período. A alta, no entanto, não será o suficiente para recuperar a retração de 9,5% na primeira quinzena de agosto de 2016, registrada pelo Balanço de Vendas da associação.

Fonte: Portal no Varejo

Compartilhe:

Deixe seu recado

Deixe seu recado