FGTS vai injetar R$ 1,2 bilhões em comércio e serviços este mês

Estimativa da SPC Brasil e do CNC prevê que o principal destino dos valores sacados do FGTS não será para compras. Confira para onde vai o dinheiro

O último lote de saques das contas inativas do FGTS, previsto para iniciar a partir deste sábado (8), deve injetar R$ 1.2 bilhões nos setores de comércio e serviços. A principal destinação do dinheiro entre os brasileiros, no entanto, deve ser para quitar dívidas.

Estima-se que apenas 7% dos brasileiros que vão sacar o FGTS pretendem usar o dinheiro para comprar itens como roupas e sapatos. Dos entrevistados, 21% disseram que vão usar o valor para quitar dívidas em atraso e enquanto 20% vão regularizar ao menos uma parte e outro.

Ficar com a corda no pescoço também não está nos planos de quem vai sacar o valor agora. A estimativa é de que 21% usem o dinheiro para pagar contas do dia a dia e outros 22% pretendem poupar e investir o valor recebido.

Todas as projeções foram feitas pelas equipes do SPC Brasil em parceria com a CNC. Os valores foram calculados de acordo com a estimativa de saque de R$ 3,5 bilhões, divulgado pelo governo federal.

Endividamento

Comparando todos os trabalhadores que já realizaram os saques, o levantamento mostra que 38% usaram para quitar as dívidas em atraso, outros 39% para as contas do dia a dia e ainda 6% para pagar ao menos parte das pendências.

Entre os precavidos, 12% decidiram guardar o valor sacado enquanto 7% optaram por antecipar o pagamento de contas não atrasadas como crediário, prestação da casa ou do carro.

Fonte: Portal no Varejo

Compartilhe:

Deixe seu recado

Deixe seu recado