Paralisações marcam Dia Nacional de Luta

Para seguir enfrentando os ataques de Michel Temer aos direitos trabalhistas, as centrais sindicais e a Frente Brasil Popular realizaram, em 10/11, o Dia Nacional de Mobilização. Em Salvador, teve ato na Estação da Lapa, no Dique do Tororó e caminhada até as sedes da Justiça do Trabalho e da Previdência Social, no Comércio.

As manifestações foram contra as reformas trabalhista e da Previdência, a redução do salário mínimo, a portaria que flexibiliza o trabalho escravo, a entrega da Amazônia ao capital internacional e o fim da Justiça do Trabalho.

“A unidade é essencial para diálogos mais amplos com a população. Os trabalhadores resistirão contra essa agenda absurda que está acabando com direitos e condenando nosso povo a viver em condições desumanas”, afirmou o presidente da CTB Bahia, Pascoal Carneiro.

A nova lei que modificou mais de 100 artigos da CLT e impôs a maior mudança na legislação trabalhista dos últimos 70 anos. Veja abaixo os 14 deputados baianos que salvaram Temer, acusado de corrupção e obstrução da Justiça.

Compartilhe:

Deixe seu recado

Deixe seu recado