TJ-BA suspende construção de restaurante do Sesc e prejudica comerciários

Lamentável a decisão do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), de suspender a construção de um restaurante do Sesc no Salvador Shopping. Acatando pedido da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes da Bahia (Abrasel), que alega “concorrência desleal”, prejudica milhares de comerciários daquela região.

Como concorrência desleal? O restaurante é restrito a quem trabalha no comércio. Essa é uma luta histórica do Sindicato e da FEC Bahia para garantir alimentação de boa qualidade e com preço acessível para quem faz o comércio de Salvador ser o terceiro maior do País: os comerciários e as comerciárias.

O Tribunal precisa entender que 80% da categoria tem remuneração média equivalente a R$ 1.066,00 (o piso salarial maior); que o custo médio de uma refeição naquela região é de R$ 30,00, tornando impossível para os trabalhadores almoçarem nos restaurantes tradicionais; que a esmagadora maioria das empresas não possui refeitório; que o valor da ajuda-alimentação é só R$ 9,42.

Precisa compreender também o importante papel social do Sesc no País. Quando a entidade amplia seus serviços, melhora a qualidade de vida dos trabalhadores e da sociedade.

É por tudo isso, TJ-BA, que a grande maioria dos trabalhadores leva alimentação de casa. Essa decisão é incoerente com a dura realidade da categoria comerciária. Vamos reagir, com toda nossa força!

 

Compartilhe:

Deixe seu recado

Deixe seu recado