20 de agosto: Comerciários vão às ruas contra o golpe e em defesa da democracia

Sairemos às ruas contra os retrocessos que estão ocorrendo na Câmara dos Deputados, presidida pelo conservador Eduardo Cunha, como a retirada de direitos dos trabalhadores, como no caso da terceirização, a proposta de reforma política antidemocrática e a redução da maioridade penal.

Não podemos aceitar que a crise recaia sobre os ombros dos trabalhadores, com o ataque aos direitos dos trabalhadores, cortes em investimentos sociais, aumento da taxa de juros, tarifas públicas de energia, água, etc. Por isso, nós, trabalhadores comerciários defendemos que os ricos paguem a conta da crise, através da taxação de grandes fortunas e não do minguado salário do trabalhador. Defendemos também uma auditoria da dívida pública.

Defendemos a manutenção dos direitos trabalhistas. Em direito não se mexe. Pela redução da jornada de trabalho, sem redução de salários e a valorização dos aposentados. Por uma reforma política democrática, com o fim do financiamento empresarial das campanhas e por uma Petrobrás 100% estatal.

20 de agosto, todos na Praça da Piedade.
Comerciários contra o golpe e em defesa da democracia.

Compartilhe:

Deixe seu recado