Acidentes de trânsito matam mais que câncer no Brasil

Os dados revelam que morre-se mais em acidentes de trânsito no Brasil do que por homicídio ou câncer, por exemplo. Apenas no ano passado, foram contabilizadas pelo DPVAT 60,7 mil mortes, número 4% superior em relação a 2011, além de 352 mil casos de invalidez permanente. A maior parte dos acidentes foi registrada entre jovens de 18 e 34 anos – 41% do total –, o equivalente a duas tragédias como a da Boate Kiss por semana.

Mais de 95% dos desastres viários são resultado de irresponsabilidade e imperícia dos motoristas e 40% das vítimas estavam em motocicletas. Em 2012, os trechos mais letais em rodovias federais foram as BR-316 (Pará), BR-381 (Minas Gerais), BR-101 (Espírito Santo), BR-277 (Paraná) e BR-040 (Minas Gerais).

Compartilhe:

Deixe seu recado