Alimentos continuam pressionando a inflação

Entre os alimentos, a carne bovina volta a ser destaque ao variar 2,58% na terceira quadrissemana de setembro ante 1,91% registrado na leitura anterior, do último dia 15. Dentro do grupo Vestuário, contribuiu para a aceleração de preços nesta classe de despesa o item roupas, cuja variação saiu de -0,02% na segunda quadrissemana para 0,69% na terceira.

Também apresentaram aceleração da alta de preços os grupos Habitação (de 0,34% para 0,37%), Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,29% para 0,38%), Despesas Diversas (de 0,20% para 0,23%) e Comunicação (de 0,20% para 0,27%). Em cada um desses grupos, o respectivo destaque ficou com empregada doméstica mensalista (0,19% para 0,48%), artigos de higiene e cuidado pessoal (-0,03% para +0,22%), alimentos para animais domésticos (-0,18% para 0,37%) e tarifa de telefone móvel (0,28% para 0,48%).(ESP)

Compartilhe:

Deixe seu recado