Aprovada regulamentação da profissão de comerciário

O texto originalmente aprovado no Senado determina que a atividade ou função desempenhada pelos empregados do comércio venha especificada na carteira de trabalho, fixa a jornada de trabalho em oito horas diárias e 44 semanais e estabelece que a contribuição para o custeio da negociação coletiva não seja superior a 12% ao ano e 1% ao mês do salário do trabalhador.

Uma das emendas recebidas na Câmara retirou o limite de 12% por ano do salário do trabalhador para a contribuição para custeio da negociação coletiva, mas manteve o limite de 1% ao mês. Em novo exame no Senado, durante sua tramitação na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), o relator da matéria, senador João Alberto Souza (PMDB-MA), recomendou a aprovação desta emenda. O relator, porém, rejeitou as outras emendas por considerar que reafirmam direitos já previstos em outras normas.

E para falar sobre o assunto, o presidente do Sindicato dos Comerciários de Salvador esteve, na manhã desta sexta-feira (22/2), em entrevista na Rádio Cruzeiro com o jornalista Moisés Bisesti. Confira no link abaixo a entrevista na íntegra:

Click aqui e confira a entrevista na íntegra

Compartilhe:

Deixe seu recado