Ato em defesa do Emprego e dos Direitos

As principais centrais sindicais brasileiras organizam para esta terça-feira, 16 de agosto, um grande ato em defesa do emprego e das garantias de direitos da classe trabalhadora. A mobilização acontecerá em todo o país e, em Salvador será realizada na avenida Tancredo Neves, às 9h, com concentração em frente à Fecomércio, localizada na Casa do Comércio, e caminhada até a Federação das Indústrias da Bahia, FIEB, no Stiep.

O ato denuncia o brutal desmonte dos direitos sociais e trabalhistas que o governo interino de Michel Temer tenta promover, desconsiderando as conquistas garantidas na CLT e na Constituição Cidadã de 1988 e exigindo redução dos juros e da jornada de trabalho (para 40 horas), ampliação de investimentos públicos e privados em infraestrutura, defesa do pré-sal e repúdio à PEC 241, que reduz gastos públicos.

Sob o falso manto da “modernização” das relações de trabalho, a equipe econômica em exercício propõe um reajuste das contas públicas que vai penalizar a classe trabalhadora, excluindo definitivamente direitos essenciais e precarizando dramaticamente as condições de trabalho da maioria da população.

“O que eles chamam de modernização enseja um tipo de escravidão contemporânea. Por trás desse discurso, querem implantar a era do “açoite” digital e quem vai sofrer na pele é a classe trabalhadora. Temerário, o conluio golpista quer desconstruir o Estado Nacional, acabar com a CLT desregulamentando o trabalho e sepultar o sonho de dias melhores de milhões de brasileiros e brasileiras”, diz o presidente nacional da CTB, Adilson Araújo.

Fonte: CTB

Compartilhe:

Deixe seu recado