Bahia antecipa vacinação contra H1N1 para o dia 18

De 1º de janeiro até o dia 6 deste mês, foram registrados 11 casos de H1N1, com três mortes em Salvador.

A partir da próxima segunda, postos e centros de saúde de todos os municípios baianos poderão imunizar idosos a partir de 60 anos, crianças até cinco anos, trabalhadores da saúde (público e privada), mulheres grávidas e puérperas, até 45 dias após o parto, povos indígenas, portadores de doenças crônicas não transmissíveis, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, e adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade, sob medidas sócio educativas.

Em nota, Ramon Saavedra, coordenador do Programa Estadual de Imunizações, afirma que a antecipação da vacinação, do dia 30 para o dia 18, só foi possível porque os lotes da vacina enviados pelo Ministério da Saúde chegaram mais cedo. No dia 30, será realizado o dia D de mobilização nacional.

No combate à doença, a Bahia contará com 25 mil trabalhadores do SUS e voluntários. Serão utilizados 4.500 veículos e 3.600 serviços de saúde e postos de vacinação estarão vacinando os grupos prioritários.

“A nossa meta, determinada pelo Ministério da Saúde, é vacinar pelo menos 80% de cada grupo prioritário, num total de 2.602.346 pessoas”, explica Saavedra. Em 2015, 81% da população estimada foi vacinada e 286 municípios alcançaram o percentual preconizado de imunizar 80% de sua população alvo.

Sesab ainda pede cuidados à população para prevenir a doença, como: lavar as mãos várias vezes ao dia; evitar tocar a face com as mãos e proteger a tosse e o espirro, com lenço descartável; manter os ambientes ventilados; evitar aglomerações e ambientes fechados.

Fonte: FEC Bahia

Compartilhe:

Deixe seu recado