Bahia gerou quase 25 mil postos de trabalho em 2012

Em janeiro deste ano, o mercado de emprego baiano eliminou 628 postos de trabalho. Tal resultado originou-se, principalmente, do desempenho negativo do setor Comércio (-2.244 postos), cujo saldo mais que superou a geração de empregos verificada em alguns setores, particularmente na Construção Civil (+855 postos), Agropecuária (+427 postos) e Serviços (+399 postos). A Região Metropolitana de Salvador registrou um decréscimo de 678 empregos formais (-0,07%).

“Os números de janeiro, agora divulgados, não incorporam as declarações fora do prazo. No primeiro mês de 2013, foi detectada a retomada do crescimento da economia brasileira. Então, é preciso aguardar os dados com incorporação dos números ajustados pelo Ministério do Trabalho, para que tenhamos uma ideia mais fidedigna da realidade baiana”, observa o secretário Estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), Nilton Vasconcelos.

A expectativa de Nilton Vasconcelos é de retomada do crescimento de emprego na Bahia, considerando os novos investimentos já anunciados pelo governo do estado, a exemplo da implantação da mineradora de vanádio, no município de Maracás, e do parque automotivo com a chegada da JAC Motors e Foton. “Para os próximos anos, há grandes obras que contribuirão com o garantir o nível do emprego, como a construção da Linha 2 do metrô, na capital, e a construção da ponte Salvador-Itaparica”.

No interior, os cinco municípios com maiores saldos de emprego foram Mata de São João (373), Lauro de Freitas (341), Catu (331), Porto Seguro (241) e Cruz das Almas (157). Contrariamente, Feira de Santana (-508), Casa Nova (-416), Itapetinga (-336), Vitória da Conquista (-268) e Jequié (-196) sobressaíram-se com os menores saldos.

Na Região Nordeste, a Bahia foi o segundo estado que menos reduziu empregos no mês de janeiro. Foram 64.977 trabalhadores admitidos e 65.605 desligados. Os dados do mês de janeiro estarão detalhados no próximo Boletim informativo mensal, elaborado pelo Observatório do Trabalho de Bahia e publicado no site Setre.

Compartilhe:

Deixe seu recado