Baianos denunciam o golpe no país das Olimpíadas

Embaixo de chuva, os manifestantes de diversos sindicatos e segmentos do movimento social se revezaram ao microfone para falar do momento de exceção vivido no país. “Estamos aqui para denunciar ao mundo o golpe parlamentar, jurídico e midiático que está acontecendo no país das Olimpíadas. Um golpe perpetrado pelos derrotados nas urnas, que querem substituir a vontade do povo brasileiro pela vontade de um Congresso patrocinado e comprometido, em sua maioria, com o setor financeiro e empresarial , ressaltou o presidente da CTB Bahia, Aurino Pedreira.

Ele chamou ainda a atenção da população para a verdadeira natureza do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. “É preciso deixar claro para todos que o golpe não é contra a presidente Dilma ou o PT, o golpe é contra o povo brasileiro, em especial, os mais pobres e os trabalhadores. É contra os jovens que não terão mais acesso às universidades, contra as famílias que perderão a chance de conseguir uma casa, contra as crianças que não terão mais o bolsa família e contra o trabalhador que não vai conseguir mais se aposentar. No dia 25 de agosto, eles vão tentar legitimar o golpe, afastando definitivamente a presidente eleita por 54 milhões de votos. Nós não podemos aceitar isso, temos que reagir e continuar nas ruas denunciando e mobilizando a população para evitar este grande retrocesso na história de nosso país”, concluiu Aurino.

Fonte: CTB Bahia

Compartilhe:

Deixe seu recado