Bancários da Bahia aprovam greve a partir de terça-feira

A categoria rejeitou por unanimidade a proposta rebaixada da Fenaban de 6,5% de reajuste nos salários e demais benefícios e abono de R$ 3.000. A proposição é uma ofensa aos trabalhadores do setor mais lucrativo da economia e que sofrem diariamente com a pressão por metas cada vez mais abusivas dos bancos.

A tentativa de retomar a política de abono é uma afronta à categoria está respondendo que não vai aceitar esta afronta aos seus direitos. “O abono não é incorporado ao salário, que perde o seu poder de compra a curto prazo”, alerta o presidente da Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe, Emanoel Souza.

Os bancários já entenderam a manobra dos bancos e vão responder com uma greve grande e vitoriosa, que garanta aumento real de salários e a ampliação dos direitos.

Os sindicatos realizam uma nova assembleia na segunda-feira (5), para organizar o movimento.

Fonte: CTB Bahia

Compartilhe:

Deixe seu recado