Bandeiras de lutas marcam o desfile dos comerciários

Crescimento do setor
De acordo com dados do IBGE, o comércio baiano continua aquecido. De janeiro a novembro de 2012 cresceu 10,3% em comparação ao mesmo período de 2011, o que torna o ambiente favorável para as reivindicações dos trabalhadores. Ainda de acordo com o IBGE, em Salvador a categoria é formada por cerca de 300mil trabalhadores formais e informais. Do total, 80% são jovens de 18 a 30 anos; 52% são mulheres e 30% são evangélicos. Além disso, entre homens e mulheres a maioria é negra. Profissionais que abrem mão dos estudos, da vida social e familiar em prol do trabalho. “Estamos lançando a Campanha Salarial 2013 na maior festa popular do planeta para reivindicar salário digno e forte para os trabalhadores com valorização das diferenças para as mulheres e para os negros. O comércio tem crescido acima da média nacional pelo sétimo ano consecutivo e o governo federal tem criado medidas que colaboram com o setor como desoneração da folha de pagamento; redução do IPI e controle do cambio. Tudo isso colaborou para o desenvolvimento do comércio de Salvador e portanto tem que haver um retorno para o trabalhador”, destacou Jaelson Dourado, Presidente do Sindicato.

Supermercados
A Campanha Salarial também atinge os supermercados, que são campeões quando o assunto é ambiente de trabalho precário; não pagamento de horas extras; assédio moral; carga horária excessiva; sobrecarga de trabalho; humilhações e discriminações. Também é nos supermercados que os trabalhadores comerciários vivem todo tipo de violência praticada por marginais, que vão aos estabelecimentos assaltar loja, clientes, bancos e casas lotéricas e o mais exposto é o trabalhador, que arrisca sua vida e não tem a devida assistência da empresa. “Neste ano temos como desafio salários melhores, melhores condições de trabalho, mais saúde e segurança para os trabalhadores do comércio de Salvador, principalmente para os trabalhadores dos supermercados. Em 2012 tivemos muitos problemas no setor e este é o nosso grande desafio para 2013. Vamos combater não só a exploração como também tentar reduzir ao máximo possível o sofrimento dos trabalhadores”, disse Adilson Alves, Presidente do Sintrasuper.

Apoio de autoridades da capital e do interior
A Campanha contou com o apoio de autoridades políticas da capital e do interior do estado, que parabenizaram a iniciativa do Sindicato e caíram na folia. “Não tenho dúvidas que estamos fazendo um carnaval correto, sem cordas, democrático e adotado em grande parte do Brasil”, pontuou Reginaldo Oliveira, Presidente da FEC Bahia. “A boa prática sindical indica que devemos combinar todas as aspirações dos trabalhadores como: melhores empregos, condições de trabalho, melhores salários, e tudo isso pode ser feito com alegria, criatividade e cultura, e o carnaval é uma manifestação cultural legítima, muito identificada com a alma do povo brasileiro, especialmente com o povo baiano. Parabenizo os comerciários que tem feito muito bem a combinação entre a luta mais geral e a específica”, afirmou Daniel Almeida, Presidente do PCdoB na Bahia.

“Estou impressionado com a criatividade do Sindicato nesta atividade, que é uma forma diferente de falar com os comerciários e de demonstrar que os trabalhadores de Salvador existem e vão às ruas no carnaval mostrar suas bandeiras de lutas”, pontuou Jairo Araújo, ex-comerciário e vereador em Itabuna. O Presidente da Câmara de Vereadores de Itabuna, que também foi comerciário, parabenizou a iniciativa e destacou a importância do fortalecimento e da união da categoria. “O Sindicato dos Comerciários de Salvador e toda a sua diretoria estão de parabéns por este evento. É importante protestar para buscar melhorias para a categoria. Em Itabuna o ex-presidente do Sindicato hoje é vereador. A categoria precisa se unificar também em Salvador para buscar melhores condições de trabalho e representação política”, afirmou Aldenis Meira.

O Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari também apoiou os comerciários de Salvador. “Este é o terceiro ano que estamos junto apoiando os Comerciários de Salvador nas lutas e nas campanhas porque sabemos que a nossa união faz a força. E com esse grupo unido, junto, lutando pelo que é melhor para o trabalhador com certeza as conquistas serão bem maiores”, concluiu o diretor Alberto Carlos.

Compartilhe:

Deixe seu recado