C&A terá que indenizar cliente chamada de macaca por funcionária

Como a cliente respondeu ao ato, a confusão teve início e a supervisora usou expressões como “crioula” e “macaca”, na presença de outros consumidores, para ofender a mulher. Um grupo de seguranças providenciou a saída da compradora do local para evitar maiores desdobramentos.

O grupo empresarial chegou a negar a ocorrência do fato, mas não apresentou evidências. Além disso, a C&A ressaltou, por meio de nota, que não compactua com qualquer tipo de discriminação e trabalha com a manutenção de relacionamentos profissionais éticos em todos os seus processos e com todos os seus públicos.

Compartilhe:

Deixe seu recado