Campanha Salarial dos Comerciários de Salvador mobiliza trabalhadores em Baixa de Quintas e Liberdade

Com o tema CORAGEM PRA AVANÇAR, os dirigentes convocaram os comerciários para que se mobilizem em prol das reivindicações propostas na convenção coletiva. A pauta defende ganho real dos salários com a reposição da inflação do último ano, calculada pelo INPC e mais 4% de ganho real.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Comerciários de Salvador, Jaelson Dourado, a descentralização das ações das campanhas já vem ocorrendo a mais de quatro anos, percorrendo todos os pontos da cidade. Essa ação é importante porque nos últimos anos houve aumento no número de estabelecimentos comerciais nos bairros, inclusive, muitas empresas de grande porte têm se instalado nestas localidades.

“A nossa campanha já percorreu os principais shoppings da cidade, inclusive, defendendo a gratuidade dos estacionamentos para os trabalhadores. Contudo, o comércio tradicional de rua vem expandindo muito, principalmente, nos bairros. É necessário levarmos a nossa mensagem a todos os trabalhadores. Precisamos conscientizá-los, não somente sobre a luta econômica, mas sobre a luta política, em um cenário tão importante que se encontra o país com essa ameaça de golpe”, destacou o dirigente.

Diferente do bairro da Liberdade, onde o comércio é bastante variado com diversas lojas, agências bancárias, clínicas, escolas, shopping e outros tipos de serviços, o bairro Baixa de Quintas se destaca no comércio de autopeças. Contudo, apesar deste destaque, os trabalhadores ainda enfrentam dificuldades na garantia dos seus direitos.

De acordo com José Hilmar, um dos diretores do Sindicato que acompanha de perto a realidade dos comerciários destas regiões, muitos patrões não pagam o vale alimentação e a comissão é paga de maneira irregular (por fora). Isso dificulta a vida do trabalhador no momento da aposentadoria.

“Aqui na Baixa de Quintas, por exemplo, 80% dos estabelecimentos comerciais não oferecem alimentação ao trabalhador. O Sindicato vai abraçar essa causa e vamos levar ao Ministério Público. Inclusive, queremos que o pagamento seja feito com data retroativa”, enfatizou o diretor.

Além do aumento salarial, A campanha salarial 2016 CORAGEM PRA AVANÇAR defende ainda a valorização do trabalho, com o aumento no vale alimentação para o valor mínimo de 15 reais, redução da jornada de trabalho para 36 horas semanais, sem redução de salários, jornada 6×1 [nenhum comerciário poderá trabalhar dois domingos consecutivos, devendo ser respeitado o interregno de um domingo de descanso a cada domingo trabalhado e folgar.

Fonte: FEC Bahia

Compartilhe:

Deixe seu recado