CARTA ABERTA AOS TRABALHADORES NO COMÉRCIO DE SALVADOR

Por mais que o Sindicato dos Comerciários venha mostrando que as perdas salariais, decorrentes da inflação representam uma dívida dos patrões com os empregados e a necessidade de avançarmos na busca de um ambiente de trabalho decente, com qualidade de vida para os comerciários, lojistas preferem manter uma atitude que desrespeita quem faz suas empresas faturarem lucros espetaculares.

O Sindicato tem feito todo o esforço para realizar a negociação. O setor de supermercados acaba de fechar a Convenção Coletiva de Trabalho, com reajuste 11,10%, acima da inflação, ajuste na alimentação e nos valores referentes a domingos e feriados. Em Lauro de Freitas, a CCT do setor lojista foi assinada com o percentual de 11,07%.

Diante da postura de intransigência patronal, não resta alternativa aos comerciários, que não seja elevar o tom da luta.

O Sindicato informa que não assinou nenhum acordo para a abertura do comércio no feriado do dia 26 de maio e entrará na justiça para pleitear os direitos da categoria, em caráter de liminar, para impedir a abertura no feriado, assim como, exigimos respeito aos comerciários e a imediata retomada das negociações com a apresentação de uma proposta decente para a categoria.

Compartilhe:

Deixe seu recado