Centrais defendem auxílio de R$ 600 com abaixo-assinado eletrônico

Para fazer frente às trapalhadas e ataques do governo Bolsonaro aos trabalhadores, as centrais sindicais iniciaram a luta para a manutenção do auxílio emergencial no valor de R$ 600,00, até dezembro.

As pessoas participam assinando o abaixo-assinado. Basta acessar o site www.change.org (na lupa de pesquisa, digite 600 reais).

O documento é assinado pela CTB, CUT, Força Sindical, NCST, CSB, UGT, CGTB, Conlutas, Intersindical e Pública Central do Servidor.

É bom lembrar que o governo só queria dar R$ 300,00. As centrais se mobilizaram e o Congresso Nacional aprovou o valor dobrado. Isso ajuda a sobrevivência de milhões de brasileiros e movimenta a economia na crise.

Segundo as entidades, foi provado que era necessário e possível o valor maior, beneficiando mais de 65 milhões de pessoas, criando uma proteção econômica para as famílias mais vulneráveis.

Fonte: CTB Brasil

Compartilhe:

Deixe seu recado