Chantagem dos lojistas prejudica comerciários

Enquanto os comerciários de supermercados comemoram um bom acordo assinado, os patrões do setor lojista insistem em chantagear os trabalhadores. Isso porque eles abriram ilegalmente, a partir de março, aos domingos e feriados, e o nosso Sindicato entrou com ação na Justiça.

E, ganhamos! uma Medida Cautelar decidiu que não pode haver trabalho nesses dias sem a assinatura da Convenção Coletiva de Trabalho. Os patrões recorreram e perderam duas vezes. Terão ainda que pagar multa de R$ 1.000,00 por cada funcionário e por cada domingo e feriado trabalhados.

Já estava quase tudo pronto para a assinatura e veio a chantagem: “Só assinamos se o Sindicato retirar a ação judicial”. Não é justo. São mais de quatro meses da nossa data-base. A categoria está com os salários congelados há mais de um ano, mas pagando suas despesas com aumentos constantes.

Não está sendo fácil a negociação, pois os empresários queriam refletir no acordo os efeitos da reforma trabalhista. Acordo, já!

A IMPORTÂNCIA DA CONVENÇÃO COLETIVA

É hora de pressionar para a assinatura do acordo. Veja quanto você ganhou no ano passado com a Convenção Coletiva de Trabalho do Sindicato. Você pode até não perceber, mas o Sindicato está sempre lutando para lhe garantir vários direitos e benefícios. Há itens do acordo que melhoram o que está na lei, outros são superiores à lei e outros que não existem em lei. Por isso, DEFENDA A CONVENÇÃO COLETIVA e SINDICALIZE-SE para fortalecer ainda mais essa luta.

REAJUSTE SALARIAL
Só é possível ter aumento salarial com o acordo assinado a cada ano. Se não fosse a campanha do Sindicato, as empresas poderiam deixar você com o salário congelado.

PISO SALARIAL: R$ 1.066,00
Se não fosse o piso, milhares de comerciários ganhariam o salário mínimo. A diferença do Piso maior (R$ 1.066,00) sobre o mínimo (R$ 937,00) foi de R$ 129,00, que nos garantiu vantagem de R$ 1.548,00 no ano passado.

ALIMENTAÇÃO: R$ 9,42
Esse auxílio diário é uma grande conquista do Sindicato e lhe garantiu R$ 263,76 no mês (trabalhando os dias úteis e dois domingos, por exemplo) e R$ 3.165,12 no ano (descontando os 20%, ficaram R$ 2.532,10).

TRIÊNIO DE 3%
É a gratificação mensal para cada 3 anos de serviços na empresa. Quem ganhou, por exemplo, R$ 2.000,00, recebeu todo mês R$ 60,00 a mais. Em um ano, garantiu R$ 720,00 ao trabalhador. Quem tem 6 anos de empresa, o triênio foi de R$ 120,00 no mês e asseguraou R$ 1.440,00 no ano.

DOMINGOS E FERIADOS
Graças ao acordo do Sindicato, as empresas são obrigadas a pagar um valor a quem é escalado para trabalhar nesses dias especiais, além de folga e alimentação. Se você trabalhou, por exemplo, 2 domingos por mês no ano passado (R$ 30,36), recebeu mensal R$ 60,72 e R$ 728,64 durante um ano. Some com os feriados trabalhados (R$ 42,92).

QUEBRA DE CAIXA DE 10%
Foram mais 10% todo mês para quem trabalhou no caixa. Quem ganhou, por exemplo, o Piso de R$ 1.066,00 teve mais R$ 106,60 todo o mês e R$ 1.279,20 no ano.

COMISSIONADOS
Com remuneração variável, a Convenção Coletiva define regras para garantir cálculos de férias e 13º, entre outros benefícios.

DIA DOS COMERCIÁRIOS
É a única categoria que tem o seu feriado próprio, graças ao acordo do Sindicato.

Compartilhe:

Deixe seu recado

Deixe seu recado