Cidades melhores para os trabalhadores

Muitas mudanças vem acontecendo no país desde a eleição de Lula em 2002. Um ex-sindicalista que conduziu um projeto diferente, possibilitando que mais de 50 milhões de brasileiros e brasileiras ascendessem socialmente a partir da valorização do salário mínimo, do desenvolvimento da economia e de políticas sociais importantes. Mudanças que só aconteceram por decisões políticas direcionadas para quem mais precisa.

Este ano o desafio para os trabalhadores é eleger prefeitos e vereadores que tenham compromisso com a construção de cidades melhores e com a classe trabalhadora.

Ter voz

A categoria comerciária também precisa ocupar espaço político na Câmara de Vereadores. Sabemos que um mandato no parlamento municipal nos ajudou muito a obter dias melhores. Mas, ainda há muito por fazer. E só através da participação política que faremos isso.

Trata-se de dar voz a quem constroi a riqueza do país e ter representantes para fazer leis que beneficiem os que vivem do trabalho. Está em jogo escolher quem tem um projeto para resolver os problemas da nossa cidade e assegurar mobilidade urbana, mais segurança pública, assistência à saúde e educação de qualidades, sustentabilidade sócio ambiental, acessibilidade, entre outros.

Representação

A melhor forma de tomar uma decisão e fazer bem uma escolha é comparando os projetos e a história de quem nos pede o voto. Não há neutralidade nessa batalha. Temos lado, sim. O lado do trabalho e sabemos quem está do nosso lado há muito tempo.

Salvador precisa experimentar as mudanças que o Brasil e a Bahia vivenciam e que melhoram a vida de milhões de pessoas. O comércio e os comerciários precisam de representação para terem seus interesses defendidos.

Queremos cidades melhores para vivermos, com valorização do trabalho, promoção da igualdade, distribuição de renda, inclusão social, gestão pública democrática e participativa e desenvolvimento sustentável.

Compartilhe:

Deixe seu recado