Comemorações e protestos marcam o Dia do Trabalho

Com o objetivo de unir a classe trabalhadora para tratar dos diversos temas que envolvem o mundo do trabalho, autoridades políticas, líderes sindicais e de movimentos sociais estiveram presentes, e discutiram também distribuição de renda e igualdade de oportunidades.

Salvador – capital do desemprego

Os trabalhadores da capital baiana não tiveram muito a comemorar no seu dia. Segundo dados do IBGE, apesar do crescimento no número de empregos com carteira assinada no Brasil, que subiu nos últimos dez anos de 54% para 64%, Salvador continua sendo a capital do desemprego. Com cerca de 17% da população desemprega, a cidade foi a primeira colocada da lista nacional no mês de março, seguida pelo Distrito Federal (13%) e Recife (12%).

Os dados apontam escassez de políticas públicas que gerem emprego e renda com qualidade de vida para os trabalhadores. Salvador tem hoje o terceiro comércio do país, o 1º do Norte e Nordeste e mantém um setor de turismo forte e crescente a cada ano. Apesar dos números, os profissionais dos diversos setores são vítimas constantes do capitalismo selvagem, que retira direitos e explora a mão de obra, pagando salários de fome aos seus trabalhadores.

Por meio de uma categoria unida e fortalecida, que busque direitos e benefícios através de lutas conduzidas pelos Sindicatos, os dados podem ser modificados, conforme pontuou Jaelson Dourado, presidente do Sindicato. “Estamos comemorando nosso dia e precisamos refletir sobre as diversas condições vividas pelos trabalhadores. Queremos desenvolvimento do país com desenvolvimento na renda e igualdade de oportunidades. Não podemos esquecer do fortalecimento das instituições. Os Sindicatos precisam estar cada vez mais representativos perante a sua categoria. Por isso defendemos a unicidade sindical e o financiamento das lutas sindicais, de forma a garantir geração de emprego e renda com melhores condições de vida e trabalho para a categoria”.

Comerciários

Este ano os comerciários conquistaram ganhos reais e novos benefícios no acordo coletivo, mas ainda é pouco em relação aos diversos problemas vividos no ambiente de trabalho. A fim de garantir o cumprimento da Convenção Coletiva e evitar abusos, haverá fiscalizações nas lojas. “A luta não para aqui, temos muito mais a conquistar. Assinamos o acordo mas ele precisa ser cumprido. Estaremos vigilantes nas lojas para garantir os direitos dos companheiros e companheiras trabalhadores”, afirmou Adilson Alves, presidente do Sintrasuper.

Sesc Piatã contou com Magary Lord

No Sesc Piatã o dia foi repleto de atividades. Além do tradicional banho de piscina, os comerciários relaxaram com massagens corporais, tiveram oficina de reciclagem e dançaram ao som de diversas bandas que tocaram estilos musicais como: partido alto, jovem guarda, pagode e forró. Além disso, no local foram realizadas atividades lúdicas, culturais e esportivas e muitos comerciários aproveitaram o dia com a família e amigos. E para fechar as atividades com chave de ouro, Magary Lord, cantor revelação do carnaval 2012, encerrou o dia com um show que animou a multidão de comerciários presentes.

Compartilhe:

Deixe seu recado