Comerciárias comemoram seu dia na praça

Rosimeire Correia, Secretária de Gênero do Sindicato dos Comerciários disse que a entidade, que tem compromisso com as questões sociais da categoria comerciária, por isso, o departamento de gênero está realizando o debate, em praça pública, através do I Encontro de Mulheres Comerciárias, com o tema central “na luta e no poder”.

“Nós mulheres, que viemos de uma situação onde não tínhamos direito à cidadania, sequer podíamos votar, avançamos para uma realidade de termos eleita e reeleita a primeira mulher presidenta do Brasil”, afirma Rosimeire.

Rosimeire diz que as mulheres não abrem mão da suas bandeiras pelo fim da violência contra as mulheres, pela igualdade na Lei e na vida, “mas, nesse momento, a principal bandeira é a defesa da democracia e contra o golpe”.

A secretária de gênero do Sintrasuper, Taína de Jesus destacou que “não podemos deixar passar em branco nenhum tipo de violência nem discriminação contra as mulheres, temos que nos posicionar e denunciar.”

O encontro que antecipou o Dia Internacional da Mulher, comemorado no dia 08 de março, contou com a presença de populares, assessores e dirigentes do Sindicato dos Comerciários de Salvador que estão na campanha salarial de 2016, cujo tema é “Coragem para avançar”.

9

O presidente do Sindicato dos Comerciários, Jaelson Dourado lembrou que o Encontro acontece em meio à campanha salarial dos comerciários, que buscam aumento de salário que contemple a reposição da inflação mais 4% de ganho real, valorização do trabalho, com aumento do vale alimentação para R$15 reais, redução da jornada de trabalho para 36 horas semanais e um ambiente de trabalho que preserve a saúde do trabalhador.

Jaelson também ressaltou que o evento ocorre nm “momento importante, onde estamos defendendo a mulher na luta e no poder e estamos nessa luta na defesa da democracia, por isso, esse encontro tem, também, o caráter de conscientizar a sociedade de partir pra luta na defesa do Brasil e do nosso povo”, pontuou o presidente do Sindicato dos Comerciários, Jaelson Dourado.

10

O presidente da Sintrasuper, Adilson Silva realçou a campanha e fez uma relação com o tema debatido no evento.”Os comerciários estão em campanha salarial e a nossa marca é coragem para avançar,coragem para conquistar que tem muito a ver com o tema desse encontro aqui hoje, que também precisam de coragem para enfrentar os desafios espostos ai.Os trabalhadores precisam estar antenados com as manobras que são feitas no Brasil. Precisamos estar atentos e atentas”, finalizou.

12

Rosa de Souza, vice-presidenta da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – CTB Bahia, assinalou que “nos dias de hoje, ainda é recorrente a concentração de ocupações das mulheres no mercado de trabalho, como é o caso da categoria comerciária. Por isso, a questão da mulher sempre esteve muito presente nas pautas do Sindicato”.

11

O presidente da Federação dos Comerciários da Bahia (FEC-BA) Reginaldo Oliveira citou alguns espaços que as mulheres estão ocupando, tendo como destaque uma mulher ocupando a Presidência da República. “O caráter machista da sociedade se manifesta quando se tenta desmoralizar uma mulher com a capacidade inquestionável da presidenta Dilma, que fez um trabalho relevante de inclusão social e que foi legitimamente eleita com o voto do povo. Por isso, nesse dia, desejamos mais democracia”, concluiu Oliveira.

O maior contingente das mulheres trabalhadoras está concentrado no serviço doméstico, cuja maioria é formada por mulheres negras, com baixo nível de escolaridade e com os menores rendimentos na sociedade brasileira, corroborando para o caráter racista do machismo.

Atualmente, as mulheres, símbolo de vitória e orgulho, vêm alcançando, cada vez mais, posições de destaques na política e no mercado. Também no esporte, a mulher tem conquistado muitas medalhas, troféus e títulos. O evento foi finalizado com um debate falando da integração da mulher na capoeira como arte, luta e defesa pessoal, além de música ao vivo e um bolo comemorativo ao dia Internacional da Mulher.

Por: Daniel Santos e Sônia Corrêa (Ascom Sindicato dos Comerciários de Salvador)

Compartilhe:

Deixe seu recado

Deixe seu recado