Comerciários cobram punição para assassinos de sindicalista

Após missa realizada na Igreja de São Pedro, uma manifestação seguiu da Praça da Piedade em direção a Secretaria de Segurança Pública. O processo corre em segredo de Justiça e os manifestantes cobraram segurança e transparência nas investigações. “Fazemos parte deste coro porque acreditamos que os criminosos não podem ficar impunes. O governador garantiu que não mediria esforços para solucionar o caso e já se passaram 365 dias sem solução. Vamos continuar cobrando das autoridades resultado das investigações e mais segurança para a sociedade”, afirmou Jaelson Dourado, Presidente do Sindicato.

Na mesma data, às 19h, será realizado no Pelourinho o ato de criação do Instituto de Formação e Qualificação Profissional Paulo Colombiano e Catarina Galindo, que fará formação de jovens para inclusão no mercado de trabalho.

Maiores informações: 71 3328 4650 e 71 3012 5380 – CTB Bahia.

Compartilhe:

Deixe seu recado