Comerciários comemoraram seu dia no Sesc Piatã

O Dia dos Comerciários em Salvador foi de festa e muito sol no Clube Sesc Piatã. Durante todo o dia, diversas atividades foram realizadas para comemorar a data. A programação foi aberta com o desfile Top Model Sesc 2010 e seguida de atividades esportivas. Mas a grande atração ficou com a Banda Cheiro de Amor, que embalou a tarde dos comerciários e familiares presentes. De acordo com os organizadores do evento, cerca de 10 mil pessoas passaram pelo local. A comerciaria Maria José Teixeira foi uma delas, que aproveitou para curtir o dia com a família e os amigos. “Este é um momento para aproveitar com a família, já que é um feriado dedicado a nós comerciários. Quero aproveitar o máximo o dia!” afirmou.

O sindicato dos Comerciários esteve presente nas comemorações com o stand Feira de Saúde dos Comerciários, com distribuição de kits informativos sobre prevenção de doenças e preservativos. Para Jaelson Dourado, Presidente do Sindicato dos Comerciários, um dia para reflexão. “Esse dia foi conquistado através de muita luta e não podemos esquecer que temos muito ainda a conquistar. O comerciário é quem faz o comércio e a economia crescerem e precisa ter outros direitos reconhecidos. Um deles, diz respeito aos domingos festivos que não fazem parte das negociações e precisam ser discutidos. Estamos com novas campanhas nas ruas, precisamos da adesão da categoria para que mais essa batalha se torne uma conquista”, disse.

Grande parte do comércio de Salvador fechou as portas em respeito à Convenção Coletiva de Trabalho, que garante, desde 1993, o feriado dos comerciários através de acordo assinado com as entidades patronais. Apesar de acontecer há 17 anos, algumas pessoas só tomam conhecimento da data quando são contratadas para trabalhar no comércio de Salvador, como é o caso da comerciaria Rosemeire Santos. Para ela, um dia de reconhecimento para uma categoria que colabora com a economia do País e que tem muito ainda a conquistar.”Eu não sabia do feriado, só fiquei sabendo quando me tornei comerciaria. É uma grande conquista ter um dia de folga como reconhecimento do nosso trabalho, mas ainda é pouco para quem trabalha de domingo a domingo”, assegurou.

Compartilhe:

Deixe seu recado