Seminário pela regulamentação da comunicação

O evento contou com cerca de 400 participantes, e teve como objetivo discutir e preparar a sociedade civil para o novo panorama das comunicações no Brasil. O Sindicato dos Comerciários, junto com os movimentos sociais, reivindicou participação nos debates a fim de promover acesso a população em geral.“Precisamos cair na rede não só para pesquisar ou enviar curriculos, e sim produzir conteúdo, cultura, educação, promover socialização, reivindicar direitos, benefícios e para que as pessoas possam se manifestar no que tange o interesse comum. Também é preciso garantir banda larga para todos”, afirmou Santiago.

A atividade contou com cinco mesas: A Confecom e o Marco Regulatório; Mídia e Direitos Humanos; a Bahia no Plano Nacional de Banda Larga; Radiodifusão Pública; e Participação Social e Conselhos de Comunicação.

Em 2008, a Bahia foi palco da I conferência Estadual de Comunicação, uma parceria entre o governo e a sociedade civil. Tal mecanismo estimulou o aprofundamento das políticas públicas para o setor no estado, em particular a regulamentação do Conselho Estadual de Comunicação pela Assembléia Legislativa, em 2011, que tomará posse em agosto. Em nível nacional, as ações locais também cumpriram papel impulsionador da democratização da área no país, em especial da I Conferência Nacional (Confecom).

Compartilhe:

Deixe seu recado