Comércio abre 20 mil vagas de emprego temporário em Salvador

A estudante de engenharia Nitielly Silva preenche uma das nove vagas temporárias oferecidas por uma loja localizada em um grande shopping de Salvador, para as festas de fim de ano. Ela ainda não está atendendo aos clientes, pois precisa conhecer bem os produtos, o sistema da loja e receber mais alguns dias de treinamento para começar a vender.

“Estou gostando, é um novo aprendizado. Estou em fase de treinamento, mas quero continuar, dar início a um novo emprego, nova oportunidade”, comenta Nitielly. Com o reforço da equipe para as vendas de natal e réveillon, o número de funcionários aumenta de 13 para 22, tendência de ofertas que se repete no comércio em geral.

Só o Sinebahia deve disponibilizar 4,5 mil vagas em diversos segmentos: lojas, hotelaria, bares, restaurantes e supermercados são alguns deles.

Os candidatos interessados nessas vagas devem se dirigir à unidade central do SineBahia, na Avenida Antônio Carlos Magalhães, ou ao um dos postos do SAC, levando documentos pessoais (RG e CPF), comprovante de residência e certificado de escolaridade.

Algumas lojas não exigem dos candidatos a vagas temporárias experiência em vendas. Daniela Dias, gerente de vendas, diz que a loja em que trabalha até prefere contratar pessoas sem experiência e prepará-las para a missão de conquistar os clientes. “Temos vendedores que entraram extra, sem experiência, e fazem o trabalho bem. A gente modelou essas pessoas. O primeiro passo é mesmo a vontade de vender, ter desenvoltura”, explica a gerente Daniela Dias.

Em média, 30% dos contratados em regime temporário acabam ficando em definitivo. Foi assim com Drayciane Teixeira. Ela chegou no natal do ano passado sem conhecer nada de vendas. Mas foi bem avaliada e ganhou a vaga. “Não conhecia bem vendas, foi o meu primeiro emprego. Mas agora já consigo bater todas as metas. O segredo é conhecer o cliente e saber apresentar a mercadoria que está vendendo”, aponta.

Compartilhe:

Deixe seu recado