Comércio reivindica redução de tarifa de energia dada à indústria

De acordo com Pellizzaro Junior, na última quarta-feira, a CNDL enviou correspondência ao Ministério da Fazenda sobre o assunto. “É uma boa iniciativa, vai impactar positivamente as empresas e famílias. A gente apenas gostaria que fosse estendida a todos. Traria melhorias na capacidade de investimento dos varejistas”, afirmou o presidente da CNDL. A presidente Dilma Rousseff anunciou, em seu pronunciamento por ocasião do Sete de Setembro, a intenção de reduzir a tarifa de energia em 28% para a indústria e em 16,2% para as residências.

Os detalhes da medida serão anunciados na terça-feira. O preço menor deve passar pela diminuição ou extinção de encargos setoriais cobrados atualmente, que representam cerca de 10% do preço da energia. As informações são da Agência Brasil.

Compartilhe:

Deixe seu recado