Consumidor reclama da falta de empacotadores nos supermercados

Se antes a Lei Municipal 4.984/95 tornava obrigatória a presença destes profissionais, em supermercados com mais de três caixas, hoje ela é extinta.

A Associação Baiana de Supermercados (Abase) recorreu ao Supremo Tribunal Federal (STF), ganhando a causa e arquivando o processo. Insatisfeitos com os serviços, clientes reclamam e alegam mau tratamento por parte das redes.

Percorrer as sessões em busca dos produtos necessários, enfrentar fila, pagar a conta e empacotar todos os produtos, de forma ágil para não atrapalhar o próximo a ser atendido. É desta forma que a empresária Mércia dos Santos e tantos outros clientes precisam agir dentro dos supermercados devido à falta de empacotadores.

“Essa situação é absurda. O mês passado deixei todas as compras no caixa do supermercado depois de ouvir da funcionária que eu mesma tinha que embalar as mercadorias. Pagamos por produtos caros e praticamente não temos nenhum beneficio por isso. A população tem que se negar a embalar as mercadorias. Só assim as coisas podem melhorar”, disse.

A “maratona” enfrentada no ato de fazer compras na maioria dos supermercados tem deixado cada vez mais consumidores descontentes com a situação. “A gente deixa parte de nosso salário em um único estabelecimento e não tem direito nem de ser bem tratado. Se tivesse um funcionário especializado para empacotar os produtos, com certeza o atendimento seria mais rápido e as filas menores”, reclamou a jornalista Luana Vieira, de 31 anos.

Polêmica– Criada em janeiro de 1995, a lei de empacotadores foi regulamentada pelo Poder Executivo e passou a ser fiscalizada pela Coordenadoria de Defesa do Consumidor (Codecon). Na época, supermercados como o Bompreço foram multados por descumprimento do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), em que se comprometeram, assim como as demais redes, a colocar um empacotador por cada caixa registradora em funcionamento.

Alegando inconstitucionalidade, uma batalha judicial foi iniciada pela Abase, junto com Sindicato dos Supermercados e Atacados de Auto Serviço do Estado da Bahia (Sindsuper) para derrubar a Lei Municipal. Em 09 de agosto de 2010, a causa foi ganha e o processo referendado e arquivado.

No entanto, apesar da derrubada da lei de empacotadores, a Superintendência Municipal de Defesa do Consumidor (Procon) afirma que qualquer irregularidade ou tratamento desrespeitoso por parte das redes de supermercados deve ser denunciado através do telefone 3321-9947.

Compartilhe:

Deixe seu recado