Crescimento do PIB baiano é mais do que o triplo do nacional

O superintendente da SEI, Geraldo Reis, considera esse crescimento positivo, “tendo em vista que o Estado teve que enfrentar a questão da seca e o cenário internacional adverso por causa da crise”.

De acordo com ele, o crescimento do PIB baiano foi impulsionado pelo resultado do setor de comércio e serviços, que teve alta de 4,2%, e da indústria, com 3,8%.

Já o setor de agropecuária teve queda de -0,9%, em decorrência do cenário de seca que atinge o Estado.

O crescimento desse ano foi superior ao registrado em 2011, quando o resultado foi de 2%.

A previsão de crescimento do PIB baiano para 2014 é 3,2%.

Compartilhe:

Deixe seu recado