CTB organiza ato para comemorar 467 anos de Salvador

Com o tema “O povo de Salvador merece muito mais “, a manifestação organizada pela CTB tem o objetivo de chamar a atenção da população para a falta de sintonia entre as ações da prefeitura de Salvador com as reais demandas da cidade. “Enquanto investe apenas R$ 0,59 por habitante na saúde, o prefeito gasta R$ 1,5 milhões para fazer uma festa de aniversário. Ou seja, resolveu que festa é mais importante que posto de saúde, escola ou contenção de encostas. O povo precisa ser informado destas coisas para não ser enganado pela propaganda oficial”, alertou o presidente da CTB Bahia, Aurino Pedreira.

Confira a nota da Central sobre o aniversário da cidade:

O povo de Salvador merece muito mais

Salvador completa 467 anos nesta terça-feira, 29 de março, enfrentando diversos problemas estruturais que dificultam a vida dos seus habitantes, em especial, dos mais pobres. A cidade não tem hospitais ou maternidades municipais, o sistema de transporte é deficitário, não há projetos de geração de emprego e renda, nem um plano de urbanização que contemple os bairros mais populares, onde vive a maioria da população.

A área de educação também não recebe a atenção necessária. Afinal, como justificar o fato da prefeitura ter devolvido ao governo federal os recursos para construção de novas creches, diante da carência de vagas nas creches municipais existentes. A alegação de falta de espaço para novas construções, parece brincadeira.

Apesar de todos estes problemas, a prefeitura de Salvador tem gastado milhões em realização de atividades festivas na cidade – serão R$ 1,5 milhões apenas para comemorar o aniversário da capital. Enquanto isso, o investimento em saúde equivale a somente R$ 0,59 (cinquenta e nove centavos) por cada habitante, um disparate, que reforça a distanciamento entre as ações do prefeito ACM Neto e as necessidades da população.

O povo de Salvador merece mais que isso. Merece uma administração que cuide da cidade por igual, que dispense aos bairros populares a mesma atenção que oferece á orla e aos pontos turísticos, que invista muita mais em educação e saúde, do que o gasto com a estrutura das festas populares. Ou seja, que trabalhe para garantir melhores condições de vida para toda a população de Salvador e não apenas para um grupo.

Fonte:  CTB BA

Compartilhe:

Deixe seu recado