Desoneração da folha deve beneficiar empresas e empregados

“A medida visa aumentar a competitividade entre as empresas por meio da redução dos custos laborais incidentes sobre a folha de pagamento”, avalia a consultora da Performance. Rosemara Bispo ainda explica como se dará a compensação dessa arrecadação: “As empresas que se enquadrarem nas atividades econômicas ou que fabricarem produtos industriais listados na Medida Provisória, além daquelas já beneficiadas pela Lei nº 12.546/2011, vão deixar de pagar a contribuição de 20% sobre as folhas de pagamentos das empresas ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Em contrapartida, elas terão de recolher de 1% a 2% sobre o faturamento.

“Essa medida tende a gerar um aumento da formalização dos trabalhadores, ampliando o número de novos empregos, uma vez que grande parcela da contribuição previdenciária dependerá da receita e não mais da folha de salários”, explica a consultora da Performance.

Compartilhe:

Deixe seu recado