Desrespeito à lei piora trânsito no Centro

Diariamente, motoristas de transporte de cargas estacionam em horários e locais impróprios, causando longos congestionamentos e dificultando a passagem de pedestres e de veículos.

“O problema não tem mais solução. Alguém precisa fazer algo para amenizar a situação. O trânsito no Centro está insuportável”, desabafou Dílson Lopes, que trabalha como camelô no Relógio de São Pedro.

Muitos trabalhadores e frequentadores reclamam do desrespeito. “Pela manhã a situação fica insuportável. Os caminhões começam a descarregar e ultrapassam o horário permitido por lei. Por volta das 8 h, o movimento se intensifica com os carros de passeios e pedestres, provocando longos congestionamentos, sem contar com o barulho das buzinas dos veículos”, disse Wilson da Silva, morador da região.

O decreto Municipal de n°22.384/2011 é claro: as empresas que não obedecerem aos horários estabelecidos pela prefeitura para a realização de carga e descarga em vias públicas podem ser multadas ou até mesmo terem os veículos apreendidos.

No entanto, muitas continuam desrespeitando a lei e atuam de forma irregular durante todo o dia. A equipe da Tribuna percorreu as principais avenidas do Centro e flagrou muitos motoristas de transportes de carga estacionando em locais e horários impróprios.

“Passei a evitar circular pela Avenida Sete por conta dos transtornos. Com o crescimento de lojas de produtos importados na região, muitos caminhões param em horários não permitidos para abastecer os estabelecimentos e acabam dificultando a passagem de outros veículos e de pedestres. Infelizmente ninguém faz nada para amenizar o problema”, desabafou o motorista Claudio Brito.

Em nota, a Superintendência de Trânsito e Transporte do Salvador (Transalvador) informa que a Lei de Carga e Descarga, vale para todas as áreas da cidade: os veículos com até 6,50m de comprimento por 2,20m de largura podem efetuar a operação de carga e descarga em qualquer dia e horário, em todo tipo de pista, seja em sentido único ou duplo, independentemente do número de faixas.

Já os veículos com dimensões superiores só poderão efetuar carga e descarga em dias úteis, entre as 20h e 6h; nos sábados, a partir das 14h. Nos domingos e feriados é liberado qualquer horário, com exceção da Orla, onde só é permitido até as 8h e após as 16h.

Quanto à fiscalização, o órgão afirma que é feita todos os dias, 24 horas por dia, pois é parte das atribuições regulares da Transalvador, segundo o Código de Trânsito Brasileiro. Apesar da justificativa do órgão, a Tribuna percorreu durante a tarde de ontem vários pontos da região e não encontrou nenhum agente de trânsito.

Compartilhe:

Deixe seu recado

Deixe seu recado