Dilma: Ministério sem mulheres e sem negros é preconceito

“O negro, a mulher, são fundamentais se você quer de fato um país inclusivo, não só do ponto de vista social, mas do ponto de vista dos direitos humanos”.

“A questão de gênero é uma questão democrática e fundamental, num país em que a maioria, mais de 50% são mulheres”, destacou a primeira mulher a chegar à Presidência do Brasil em mais de 500 anos de história.

Desigualdade tem feições marcadas

“As mulheres tem se mostrado competentes em todas as áreas e não tem porque elas não estarem representadas”. Sobre a questão racial, Dilma destacou a formação do preconceito. “Porque aqui no Brasil a desigualdade tem feições marcadas”, destacou.

Fonte: Portal Vermelho

Compartilhe:

Deixe seu recado