Domésticas podem ficar quase R$ 1 mil mais caras se nova lei for aprovada

Segundo a Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade), se a Proposta de Emenda à Constituição 478/10 for aprovada e com o novo salário mínimo em R$ 678, o custo extra para os empregadores será de R$ 72,56 por mês e ficará R$ 870,72 por ano com o pagamento do FGTS.

Compartilhe:

Deixe seu recado