Educadores de Salvador realizam assembleia

Para tanto, a assembleia aprovou uma série de ações que vão aliar a luta geral em defesa da democracia e de repúdio ao governo golpista de Michel Temer com a campanha salarial e a rejeição ao reajuste zero proposto por ACM Neto.

A assembleia iniciou com a mesa fazendo a análise da conjuntura política nacional, destacando as questões que dizem respeito à Educação, como a discussão sobre Base Nacional Comum Curricular, Projeto Escola Sem Partido e o PLC 257, entre outras ações que ameaçam os direitos dos educadores e a sua autonomia pedagógica.

Foi feito também um panorama sobre a conjuntura local, além de informes sobre o resultado das negociações com o Executivo Municipal da Pauta de Reivindicações, destacando os riscos para a Educação impostos pela política nefasta do prefeito ACM Neto.

A direção da APLB conclamou a categoria a continuar firme na luta, denunciando a proposta de reajuste zero do prefeito ACM Neto, bem como o não cumprimento de direitos dos trabalhadores em educação, previstos no Plano de Carreira, a falta de condições de trabalho, e sua politica de educação, que não atende aos interesses da categoria, da comunidade escolar e da população de salvador.

Mais do que nunca é imprescindível a unidade e a mobilização dos trabalhadores para mudar esta correlação de forças. A conscientização de todos é a principal arma para derrotar os golpistas que retiram os direitos dos trabalhadores salarial e precarizam as relações de trabalho.

Por isso, a luta do povo soteropolitano, dos servidores municipais, dos trabalhadores em educação, precisa estar conjugada com o Fora Temer! Fica Dilma! Fora ACM Neto na próxima gestão!

Fonte: CTB Bahia

Compartilhe:

Deixe seu recado