Em todo país, trabalhadores se manifestam em defesa dos direitos trabalhistas, dos programas sociais e da democracia

Em Salvador, as mais diversas categorias de trabalhadores realizaram manifestações. Foram professores, metalúrgicos, funcionários públicos, bancários, entre outras categorias de trabalhadores. Os comerciários realizaram seu protesto paralisando o comércio da Av. Sete de Setembro, no centro da capital baiana.

Qual é a motivação dos comerciários?

Jaelson Dourado, presidente do Sindicato dos Comerciários, informou que na Câmara dos Deputados existem 55 Projetos de Lei que pretendem retirar direitos dos trabalhadores e colocam em risco as liberdades democráticas. Sobre o programa do PMDB para o governo, o presidente do Sindicato disse que “a ‘ponte para o futuro’ de Temer significa uma desfiladeiro para o abismo dos trabalhadores”.

“O que está em jogo é a terceirização sem limites, que precariza as relações de trabalho, a instituição da negociação direta entre patrões e empregados, enfraquecendo o poder dos trabalhadores garantidos pelas negociações coletivas, o impedimento do ajuizamento em demissões, suspensão do contrato de trabalho, prevalência do negociado sobre o legislado que rasga as Leis e proteções aos trabalhadores, entre outras conquistas trabalhistas. Até hoje, essa intenção dos deputados foi barrada pelo Governo democrático e popular”, afirmou Jaelson Dourado.

Adilson Alves, presidente do Sintrasuper, afirmou que o programa de Michel Temer prevê ataques às conquistas dos brasileiros asseguradas através dos programas sociais. “Está lá, escrito no programa de Temer, o corte no financiamento do programa Minha Casa, Minha Vida, mudanças no Prouni que visa privatizar o ensino médio, limitar os cursos profissionalizantes do Pronatec, reduzir o Fies, e uma redução drástica no maior programa de combate à fome do mundo”.

Confira todas as imagens do DIA NACIONAL DE LUTAS. CLICA AQUI.

Compartilhe:

Deixe seu recado