Europa não reconhece governo golpista e quer romper relações comerciais com Brasil

Hoje, a manchete em todos os principais jornais e portais de notícias da internet dão conta que o Parlamento da União Europeia, composto de 28 países, entre eles Alemanha, Espanha, França, Itália, Suécia e diversos outros da ex União Soviética, enviaram uma carta para Alta Representante da União Europeia (UE), assinada por 30 eurodeputados, de diferentes partidos e posições políticas, propondo que não haja mais negócios com o golpista Michel Temer, que ocupa a liderança do acordo comercial entre UE e Mercosul.

Como se não bastassem todos os ataques aos direitos trabalhistas e programas sociais, a ruptura do comércio com o bloco sul-americano, atingirá em cheio a economia do Brasil. Esta é mais uma prova de que o golpe só está favorecendo os assaltantes da cadeira presidencial.

Compartilhe:

Deixe seu recado