Ex-marido diz que acusações contra ele são para tentar atingir Dilma

“É puro jornalismo marrom, que atende a finalidades políticas e só isso. Como todos descobriram que não têm como publicar uma denúncia capaz de atingir Dilma diretamente, pois não há nada contra ela, tentam agir por via indireta, tentando atingir pessoas do círculo próximo, como eu”, declarou ao colunista Paulo Moreira Leite.

Araújo condenou também os métodos usados pela reportagem e disse que a revista “deveria preocupar-se em esclarecer por que seus patrões resolveram viver homiziados em Miami, cidade que é um dos endereços preferidos pela máfia internacional”, ao referir-se os donos da Globo, proprietária da Época.

“Fui surpreendido com tanta maldade. Isso é coisa de jornalismo bandido, que não tem fatos, não tem provas, e tenta forjar uma impressão negativa sobre as pessoas que querem atingir. Sou uma pessoa honrada e minha prática sempre foi coerente com minha ideologia”, afirmou.

Araújo adiantou ao Brasil 247 que pretende acionar a Justiça contra a Época. “Fui vítima de uma calúnia e vou entrar com uma ação contra isso. E vou exigir direito de resposta, cuja necessidade agora ficou mais evidente. Mesmo pensando em tudo isso, acho pouco. Não se pode fazer isso contra uma pessoa, sem prova, sem fatos”, concluiu.

Fonte: Portal Vermelho

Compartilhe:

Deixe seu recado