Fiscais autuam supermercado que vendia produtos fora da validade

Foram encontrados também três pacotes de pipoca para micro-ondas e uma lata de leite condensado com a mesma irregularidade.

O supermercado foi autuado pela coordenação da Codecon e tem até dez dias para recorrer, apresentando sua defesa. “Como a embalagem estava fechada, o supermercado não é responsável pelo preservativo dentro do iogurte, mas foi autuado por comercializar produtos fora da data de validade”, explica Rubem Carneiro Filho, coordenador-geral da Codecon.

Caso o Hiper Ideal não apresente defesa dentro do prazo, poderá pagar multa que varia de 200 a três milhões de Ufir. Este valor será determinado pelo setor jurídico do órgão, baseado no tamanho do estabelecimento e tipo de produto que foi autuado.

Com a denúncia, os fiscais deram continuidade à fiscalização em supermercados e estabelecimentos do gênero, para coibir a venda de produtos fora do prazo de validade ou com outras irregularidades, como preços diferentes dos expostos nas gôndolas, embalagens adulteradas e alimentos estragados.

“Gostaria que houvesse mais fiscalizações como esta porque, como frequento muitos mercados comprando mantimentos, sei de muitas irregularidades, com situações que precisam inclusive da Vigilância Sanitária”, conta a aposentada Maria de Lourdes Barros.

A consumidora aproveitou para anotar o contato da Codecon, a fim de fazer a denúncia contra um supermercado localizado no Caminho de Areia. “Acho bom que o trabalho de fiscalização aconteça em supermercados, principalmente nos bairros mais distantes”, completou a aposentada.

Dia das Crianças

Para a próxima semana, a operação será de fiscalização em brinquedos, devido à proximidade do Dia das Crianças, comemorado no dia 12 de Outubro.

“Os produtos para as crianças devem estar de acordo com as especificações do Inmetro, com selo à mostra, regulamentado, com preços apresentados de forma correta”, finaliza Rubem Carneiro.

Compartilhe:

Deixe seu recado