Força Sindical destaca geração de emprego na Bahia

Apresentando dados do Cadastro Nacional de Empregados e Desempregados (Caged), Valadares demonstrou que de janeiro de 2007 a julho deste ano foram contabilizados aproximadamente 500 mil novos empregos formais, enquanto entre 1991 e 2006 foram gerados 260 mil postos de trabalho.

“Os dados comprovam que nos últimos anos o Governo do Estado tem focado o desenvolvimento da Bahia com base na geração de emprego e renda”, afirmou o coordenador do Codes, destacando ainda que das quase 36 mil novas vagas criadas nos sete primeiros meses deste ano cerca de 74% foram registradas em municípios localizados fora da Região Metropolitana de Salvador (RMS). “Este resultado é fruto do esforço constante do governo estadual para a desconcentração do desenvolvimento, impulsionando a economia do interior”.

Valadares ressaltou ainda a Agenda do Trabalho Decente, promovida pelo Governo do Estado, que nos últimos cinco anos colocou a Bahia como referência nacional, tendo reconhecimento por parte da Organização Internacional do Trabalho (OIT), no que se refere ao combate à precarização do trabalho e sua valorização como meio principal para a superação da pobreza e a inclusão social.

“Desde 2007, foram geradas quase 60 mil vagas no ensino profissionalizante, elemento fundamental para o desenvolvimento e qualidade do trabalho”.

Compartilhe:

Deixe seu recado