GR passando dos limites

A GR (Glow Reef), empresa moda masculina com várias lojas em shoppings de Salvador, está passando dos limites. Não pagou os salários de março e se mostrou irresponsável ao não evitar aglomeração de pessoas fazendo reunião presencial.

Reuniu os trabalhadores apenas para dizer que estava buscando incluí-los no Seguro Emergencial. Além disso, pressionou o pessoal para assinar o documento aceitando as regras da MP do governo Bolsonaro.

Ficamos sabemos que, na reunião, um dos funcionários apresentou sintomas de coronavírus, criando um clima de tensão em todos. Os comerciários da GR se encontram desesperados, pois precisam pagar contas e tem gente passando necessidade. Sem apoio da empresa.

Além disso, tem mentira no meio. Foi descoberto que a empresa iniciou a confecção de máscaras, não para pagar os funcionários (como o RH anunciou), mas por contrato com outra empresa.

Tem trabalhador que não recebe salário desde fevereiro, antes do fechamento dos shoppings. A GR também não está depositando FGTS e nem recolhendo o INSS.  É bom lembrar que o governo (após pressão) disponibilizou linha de crédito para as empresas honrarem seus compromissos, especialmente com os seus funcionários.

O Sindicato dos comerciários acompanha a situação e está acionando o seu Jurídico para salvaguardar os direitos dos trabalhadores.

Compartilhe:

Deixe seu recado