Greve no Centro Sul e Atacadão Atakarejo

O Sindicato dos Comerciários realizou manifestações nas lojas Centro Sul (Calçada – 01/04) e Atacadão Atakarejo (Caminho de Areia – 04/04) para reivindicar dos empresários soluções para os diversos problemas enfrentados pelos comerciários no ambiente de trabalho como: excesso da jornada, não pagamento de horas extras, não fornecimento de fardamento, alimentação de má qualidade, entre outros. Com o apoio dos trabalhadores, por cerca de duas horas as atividades das lojas foram paralisadas.

O Sindicato levou também para o comércio da Cidade Baixa as reivindicações da Campanha Salarial 2011, a fim de que os trabalhadores conheçam as propostas e façam parte da luta. Desde o lançamento da Campanha, em fevereiro de 2011, foram realizadas reuniões com entidades patronais mas até agora nenhum acordo foi realizado. Os patrões insistem em oferecer reajustes incompatíveis com o mercado e não aceitam, entre outras reivindicações, pagar os domingos trabalhados que estão fora da Convenção Coletiva de Trabalho.

Em diversas redes de supermercados e atacados de Salvador os trabalhadores são expostos aos mais variados tipos de problemas, entre eles são comuns as práticas de assédio moral. Após conhecer seus direitos, os comerciários tem realizado denuncias no Sindicato. Para isso, há um Plantão que recebe as queixas e encaminha para o setor Jurídico, que apura e envia para o Ministério Público.

Greve no Centro Sul e Atacadão Atakarejo

Comerciários reivindicam melhores condições de trabalho


O Sindicato dos Comerciários realizou manifestações nas lojas Centro Sul (Calçada – 01/04) e Atacadão Atakarejo (Caminho de Areia – 04/04) para reivindicar dos empresários soluções para os diversos problemas enfrentados pelos comerciários no ambiente de trabalho como: excesso da jornada, não pagamento de horas extras,  não fornecimento de fardamento, alimentação de má qualidade, entre outros. Com o apoio dos trabalhadores, por cerca de duas horas as atividades das lojas foram paralisadas.

O Sindicato levou também para o comércio da Cidade Baixa as reivindicações da Campanha Salarial 2011, a fim de que os trabalhadores conheçam as propostas e façam parte da luta. Desde o lançamento da Campanha, em fevereiro de 2011, foram realizadas reuniões com entidades patronais mas até agora nenhum acordo foi realizado. Os patrões insistem em oferecer reajustes incompatíveis com o mercado e não aceitam, entre outras reivindicações, pagar os domingos trabalhados que estão fora da Convenção Coletiva de Trabalho.

Em diversas redes de supermercados e atacados de Salvador os trabalhadores são expostos aos mais variados tipos de problemas, entre eles são comuns as práticas de assédio moral. Após conhecer seus direitos, os comerciários tem realizado denuncias no Sindicato. Para isso, há um Plantão que recebe as queixas e encaminha para o setor Jurídico, que apura e envia para o Ministério Público.

Compartilhe:

Deixe seu recado