Inflação pelo IGP-10 desacelera em janeiro, mostra FGV

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que faz parte do cálculo do IGP-10, registrou variação de negativa de 0,27%, em janeiro, contra -0,03%, em dezembro. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), também integrante, acelerou para 0,92%, em janeiro, após alta mais fraca de 0,65%, em dezembro. Das sete classes de despesa que compõem o índice, quatro apresentaram aceleração, com destaque para os grupos alimentação (de 1,02% para 1,77%) e educação, leitura e recreação (de 0,46% para 1,92%). Dentro desses grupos, os resultados mais expressivos partiram de hortaliças e legumes (de -2,76% para 4,99%) e cursos formais (de 0,00% para 3,08%).

Em janeiro, de acordo com a FGV, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) ficou em 0,43%, abaixo do resultado do mês anterior, de 0,53%. O grupo de gastos com materiais e equipamentos desacelerou de 0,27% para 0,19% e mão de obra, de 0,81% para 0,56%. Já a taxa do grupo serviços avançou de 0,15% para 0,77%. O IGP‐10 é calculado com base nos preços coletados entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência.

Compartilhe:

Deixe seu recado