Inscrições abertas para o debate sobre caminhos da resistência popular

Diante disso, a CTB convida os sindicalistas, ativistas e cidadãos brasileiros a participarem do Seminário Diálogos para a Resistência, que será realizado nos dias 8 e 9 de novembro no Sindicato dos Engenheiros de São Paulo. Ao longo dos dois dias, diversas lideranças nacionais – como o presidente da CTB, Adilson Araújo, e o coordenador do MTST, Guilherme Boulos – debaterão em mesas sobre a necessária reorganização do campo progressista brasileiro.

“Resistir é preciso, é o que a CTB propõe. O movimento sindical e os movimentos populares tem que construir mecanismos que demonstrem esta resistência. Só o povo unido consegue barrar estas medidas”, disse Eduardo Navarro, dirigente nacional da CTB. “A Central está muito preocupada com as medidas que o ilegítimo governo golpista vem propondo para desmontar a legislação trabalhista e previdenciária do país. As mudanças nos direitos trabalhistas só interessam aos patrões, igualmente a mudança nas regras para a aposentadoria”, continuou.

O seminário se coloca como forma de construir os caminhos e as alternativas populares, portanto. Contamos com a participação de todos!

Programação:

08/11 (terça-feira)

9h30 – “Qual rumo político construir?”

Luciana Santos – PCdoB

Lindbergh Farias – PT *

Ricardo Gebrim – Consulta Popular

13 h – Almoço

14h – “O papel dos movimentos sociais na construção da resistência”

Carina Vitral – UNE

Guilherme Boulos – MTST

João Paulo Rodrigues – MST

Adilson Araújo – CTB

09/11 (quarta-feira)

9h – “Resistência contra o desmonte da Escola Pública”

Gilson Reis – Contee

Marilene Betros – CNTE

Camila Lanes – UBES

13 h – Almoço

14h – “Para onde vai nossa integração soberana?”

Luis Fernandes – PUC RJ

Aldo Fornazieiri – FESPSP

Fonte: CTB Bahia

Compartilhe:

Deixe seu recado